domingo, 16 de março de 2014

Não tem dia para se comemorar o amor


Odeio começos de carta, tudo soa tão formal e distante.
Acho que agora o gelo já foi quebrado, né?
Hoje não é dia 07, dia primeiro ou dia 22, é mais um dia que eu consegui te amar um pouco mais.
Mas o mérito é mais seu do que meu. Impossível não me encantar com o jeito que você me acorda todos os dias que estamos juntos, o jeito que me faz rir até a barriga doer (e nem sempre é com o golpe baixo das cócegas), o jeito que me apoia e me incentiva a ser melhor, a lidar com os não's da vida, a superar, a entender que tudo acontece na hora e - mais importante: que não importa como o mundo esteja me tratando, eu sempre vou encontrar amor e carinho em seus braços e abraços e beijos.
Obrigada por ser sempre um companheiro para mim e ainda fazer bico de amante (meu) nas horas vagas.
Preciso dizer que te amo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário